Em sua 2ª edição, o PPP Awards & Conference Brazil, premiação promovida pelas consultorias Setor e Radar PPP, homenageou, no último 11 de dezembro, algumas iniciativas de Parcerias Público-Privadas (PPPs) e concessões desenvolvidas no Brasil. O prêmio visa reconhecer os projetos bem-sucedidos, que contam com financiamento privado em serviços e infraestrutura pública de longo prazo.

Na categoria “Projeto do Ano”, a principal da noite, o vencedor foi o projeto de subconcessão do saneamento básico em Teresina, conduzido pelo Governo do Estado do Piauí e que conta com a parceria da Aegea para realizar o serviço, por meio da concessionária Águas de Teresina.

Presente no município desde 2017, quando assumiu a responsabilidade pela operação do saneamento, a concessionária conseguiu incrementar em 15% a produção e distribuição de água e ampliar a cobertura de esgotamento sanitário de 19,12% para 26%, beneficiando cerca de 360 mil teresinenses. O montante investido na cidade já soma R$ 458 milhões e, ao longo do contrato de subconcessão, com duração de 30 anos, o valor final de investimento será de R$ 1,7 bilhão.

Principal meta do contrato firmado, o esgotamento sanitário, que já vem demonstrando bons resultados, terá esforço especial. Do total de recursos previstos, 80% serão aplicados somente neste serviço. Neste ano, a concessionária lançou o programa Teresina Saneada, que prevê uma cobertura de 40% até 2020, mais do que o dobro do índice encontrado quando assumiu os serviços. Nessa primeira etapa de obras serão construídos mais de 400 km de redes coletoras e sete estações elevatórias de esgoto, com benefício direto para mais de 124 mil pessoas.

Para o Vice-Presidente de Relações Institucionais da Aegea, Rogério Tavares, “o Piauí é hoje um exemplo importante de estado que busca a parceria com a iniciativa privada como forma de endereçar soluções aos problemas locais e alcançar desenvolvimento”. Tavares ainda reforça que “o caso de sucesso do saneamento básico em Teresina chama a atenção para tudo que se poderia fazer em outras cidades e estados do país, que apresentam situações análogas ou até piores da encontrada em Teresina há um ano. Bons resultados em saneamento são possíveis e o maior beneficiado sempre será o cidadão”.

Share Button

Os comentários estão fechados.