Receita líquida da companhia teve alta de 39,7% no quarto trimestre de 2015

A Aegea obteve avanços positivos no quarto trimestre do ano passado, em comparação com o mesmo período de 2014. Os resultados financeiros da companhia demonstram alta de 39,7% da receita operacional líquida, que passou de R$ 231,6 milhões, ao fim de 2014, para R$ 795,1 milhões no último trimestre de 2015.

Os principais fatores que levaram a estes resultados positivos são o crescimento de 9,5% da base de usuários (economias de água e esgoto), entre o último trimestre de 2014 e o último de 2015, e o aumento de 13,2% do volume faturado de água e esgoto na base acumulada dos últimos 12 meses de 2015, em relação ao mesmo período de 2014. Estes números são consequência das novas concessionárias que passaram a integrar a Aegea: Águas de São Francisco do Sul (SC), Águas de Timon (MA) e Águas de Paranatinga (MT), além do crescimento orgânico das já existentes, dos ganhos de eficiência e de reajustes contratuais.

Em relação ao EBITDA, a Aegea encerrou o quarto trimestre do ano passado com R$ 123,5 milhões – um incremento de 27,6% em comparação ao mesmo período em 2014, e com saldo de caixa e aplicações financeiras, de curto e longo prazos, no valor total de R$ 395,8 milhões. A dívida bruta da empresa, nessa mesma data, atingiu R$1,6 bilhão, demonstrando que a companhia manteve um perfil financeiro equilibrado, dispondo de conforto financeiro em curto e médio prazos.

Abaixo, veja os destaques dos resultados financeiros da Aegea:

– Crescimento de 39,7% na receita líquida no 4T15 (4º trimestre de 2015), em relação ao mesmo período de 2014, atingindo R$ 231,6 milhões e R$ 795,1 milhões no acumulado 12M15 (base acumulada dos 12 meses de 2015), um aumento de 32,6% em relação ao mesmo período de 2014;

– Incremento de 27,6% no EBITDA, no 4T15 frente ao 4T14, atingindo R$ 123,5 milhões e R$ 402,6 milhões no acumulado 12M15, um aumento de 36,5% em relação ao mesmo período de 2014;

– Conquista de Concessão de Serviços Públicos de Abastecimento de Água Potável e Esgotamento Sanitário:

– Camboriú (SC), por 35 anos (população1: 74.434 habitantes);

– Rolim de Moura (RO), por 30 anos (população1: 56.242 habitantes).

Share Button

Os comentários estão fechados.