Para modernizar o sistema e assegurar o abastecimento regular à população, a Águas de Sinop realizou a instalação de macromedidores, equipamentos que medem o volume de água produzido pelos poços. O monitoramento integrado será fundamental para o controle de impactos causados pela extração de água, além de subsidiar as ações de controle e gestão dos recursos hídricos. A tecnologia foi instalada nos Poços Tubulares Profundos (PTP) dos sistemas do Boa Esperança, Gente Feliz, Florença e Umuarama.

O gerente de Operações da concessionária, Cláudio Martins Guilherme, explica que as alterações na quantidade e qualidade das águas subterrâneas ocorrem lentamente, sendo identificadas apenas por meio de um monitoramento bem elaborado e de longo tempo. “As informações do volume produzido de água são essenciais para o entendimento, proteção e otimização do uso do recurso hídrico subterrâneo”, ressalta.

Guilherme ainda ressalta que os macromedidores ao medirem o volume de água, fornecem informações precisas sobre o abastecimento de cada região. “O abastecimento da cidade é dividido por setores, com esses equipamentos, saberemos com exatidão o volume de água distribuído em cada setor, melhorando ainda mais o abastecimento”.

Além do controle qualitativo feito diariamente por meio de análises laboratoriais, a Águas de Sinop também faz o controle quantitativo. O gerente de Operações destaca que a gestão de recursos hídricos integra uma série de iniciativas com o objetivo de regular, controlar e proteger o recurso. “Quanto maior a escassez do recurso hídrico maior a importância do gerenciamento. Hoje Sinop não passa por este problema, mas se não cuidarmos agora, corremos o risco no futuro”, enfatiza.

Para mais informações sobre as ações desenvolvidas pela Águas de Sinop, acesse www.aguasdesinop.com.br ou ligue 3517 1150 e 0800 647 6060.

Share Button

Os comentários estão fechados.