Saneamento básico e ações para a conservação do meio ambiente serão os destaques do stand da Águas Guariroba na Feira Ambiental, realizada pela  Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) no Armazém Cultural, de 26 a 29 de junho. Durante a solenidade de abertura do evento, na próxima quarta-feira, às 19h, a concessionária e a prefeitura de Campo Grande assinam um contrato de financiamento com a Caixa Econômica Federal. Os recursos, de R$ 170 milhões, são destinados a investimentos nos serviços de água e esgoto na Capital.

Segundo a organização, o objetivo da feira é mostrar o que tem sido feito pelos diversos setores da economia como respostas aos problemas ambientais. Empreendedores de diversas áreas, como indústria, comércio e prestação de serviços, universidades, organizações governamentais e não governamentais estarão presentes divulgando suas ações e produtos.  O evento inicia suas atividades sempre às 14h. A entrada é gratuita.

No stand da Águas Guariroba, empresa do Grupo Equipav responsável pelos serviços de água e esgoto de Campo Grande, o tema será a contribuição do saneamento básico para a conservação do meio ambiente. Em um painel interativo, os visitantes poderão conhecer o funcionamento da nova estação de tratamento de esgoto da Capital, a ETE Imbirussu, que utiliza tecnologia inédita no Brasil. O Centro de Controle Operacional dos sistemas de água e esgoto também funcionará em tempo real durante o evento, mostrando como a inovação contribui para a redução de perdas de água e do consumo de energia. Também serão apresentadas ações com foco em educação ambiental e conservação da natureza. A empresa oferecerá ainda uma palestra sobre o tema “Ciclo da Água”, no dia 27/06, às 18h30.

Investimentos                                                                                                      

Um dos destaques da Feira Ambiental será a assinatura do contrato de financiamento com a Caixa Econômica Federal. Do total de R$ 170 milhões financiados, R$ 115,5 milhões são destinados à ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto, beneficiando 46,9 mil pessoas, aproximadamente. Os recursos também contemplam R$ 32,2 milhões em investimentos na ampliação e melhoria do sistema de abastecimento de água, incluindo a perfuração de novos poços e ampliação da rede de distribuição. A estimativa é que as obras beneficiam diretamente 64,6 mil pessoas, aproximadamente.

O financiamento contempla ainda R$ 22,6 milhões para investimentos em redução de perdas no sistema de abastecimento de água da cidade. Hoje, este índice está em torno de 22% – colocando a Capital em destaque em relação à media nacional, que é de 40%. Em 2006, a diferença entre a água distribuída para abastecer a cidade e a realmente utilizada pela população era de 56%.  Para reduzir ainda mais as perdas no abastecimento da Capital, a empresa investe em novos equipamentos, tecnologia  para automação e georreferenciamento integrado, projetos de combate à fraude e prevenção de vazamentos, entre outras ações.

Share Button

Os comentários estão fechados.